Home / Música Brasileira /

Paula Cavalciuk: versatilidade musical e letras de impacto marcam estreia

Paula Cavalciuk: versatilidade musical e letras de impacto marcam estreia

 

A artista paulista Paula Cavalciuk liberou para audição o seu ótimo EP de estreia, intitulado Mapeia. O disco da cantora, que tem sido destaque em diversos veículos de expressão do Brasil, é marcado por quatro faixas que mesclam géneros: rock, MPB, blues, jazz e até mesmo samba e sertanejo raiz.

Mapeia conta com quatro canções e foi disponibilizado gratuitamente na web. Você pode fazer download gratuito do registro, da arte e das letras clicando aqui.

Ouça também o trabalho na íntegra aqui abaixo.

Mapeia conta com participação de João Leopoldo (piano), Gustavo Ruiz (baixo) Barba Marques (percussão), Diego Garbin (trompete) e Sergio Miguel (acordeom). A obra tem produção de Ítalo Ribeiro e co-produção de Gustavo Ruiz e Bruno Buarque. A banda é formada ainda por Vinícius Lima (vocal/violão/viola caipira/guitarra), Gustavo Machado (baixo) e Ítalo Ribeiro (vocal/percuteria).

A cantora Paula Cavalciuk, atual campeã do Prêmio Sorocaba-SP de Música, despontou no cenário alternativo autoral com a faixa Maria Invisível, que abre o EP e que ganhou um belo clipe ao vivo no fim de agosto. A música conta a história de uma doméstica que sofre com abusos dos seus patrões e usa da ironia para criticar a posição de superioridade das classes privilegiadas.

As inspirações de Paula Cavalciuk

Inefable, a segunda canção do álbum Mapeia, conta com pegada mais ‘latina’ e traz versos em espanhol. “Eu não queria escrever em português e também queria evitar o inglês, que é muito mais fácil pra mim. Aí resolvi tentar o espanhol. Procurei um site com palavras raras e fui encaixando na métrica da melodia. Juro que tentei pedir ajuda de amigos fluentes na língua, mas ninguém deu bola. Então deixei do meu jeito e ficou essa coisa meio sem pé, nem cabeça, sem compromisso e divertida”, revela a cantora.

Ela conta ainda que a música teve inspiração na cultura mexicana e no sertanejo raiz brasileiro. “Realmente tem esse lance das vozes que lembram aberturas típicas dos Mariachis. Eu ouvia muitas músicas do México quando criança, pois meu pai gostava muito. Ouvia também a dupla Milionário e José Rico, que trouxe essa influência para suas canções, na década de 80”, completa.

 

A terceira faixa é a mais pop do disco e traz mais uma letra de impacto: Antes de Nascer conta a história de uma mulher grávida que enfrenta o medo e a incerteza de trazer uma nova vida ao mundo. Apesar do enredo ter sido inspirado em uma amiga, a ideia da artista é dar visibilidade a um tema delicado que tem sido tratado com total descaso no país: o aborto. Sobre a sonoridade, a música é marcada principalmente por um slide de guitarra à la George Harrison e pela voz apaixonante de Paula Cavalciuk.

Mapeia, quarto e último tema que também dá nome ao registro, conta com instrumental poderoso e nos remete a referências de peso como Elis Regina. A música foi a primeira a ser composta e por diversos motivos se tornou a faixa-título. “Penso que nosso trabalho pode nos levar a muitos lugares, em outros patamares, mas é sempre importante lembrar de onde viemos. O nome também condiz com nossa situação atual, que é de mapeamento dentro e fora do Brasil, para lançar o EP e rodar por aí com este show”, finaliza.

Paula Cavalciuk entrou em turnê recentemente e deve passar por diversos estados brasileiros até dezembro: Minas Gerais, Goiânia/Distrito Federal, São Paulo e Santa Catarina. Nos shows, a artista também distribui zines inspirados na cultura punk que dialogam com as letras de suas canções e com seu universo. Você pode encontrar detalhes sobre o trabalho da cantora nos links abaixo:

Site Oficial + Facebook + Youtube + Soundcloud

Sobre Paula Cavalciuk

Paula Cavalciuk começou a cantar aos 5 anos de idade, em Tapiraí, interior de São Paulo. Em 2005, mudou­se para Sorocaba-SP e formou a dupla 2Friends, com o músico Vinícius Lima. Com influências de Beatles, Pink Floyd, Janis Joplin, o duo se destacou pelas interpretações peculiares, vozes afinadas e melodias que beiram a perfeição.

Como intérprete, Paula Cavalciuk produziu e cantou em tributos a Etta James, Os Mutantes, The Beatles, Janis Joplin, Madonnae The Cranberries.

A artista paulista participou ainda da gravação e do lançamento do DVD Arrumação, da banda Maria Madame. O registro foi produzido pelo renomado trombonista Itacyr Bocato, que já trabalhou ao lado de nomes como Elis Regina, Roberto Carlos, Ney Matogrosso e Rita Lee. Paula Cavalciuk também já atuou como voluntária em instrução de voz do Girls Rock Camp (primeiro programa de empoderamento de meninas na América Latina) e instrutora de voz e produtora de bandas no Ladies Rock Camp (programa voltado para mulheres acima de 21 anos).

 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *