Home / Música e Ciência /

A música em slots pode afetar o nosso humor e estratégia ao longo de um jogo?

A música em slots pode afetar o nosso humor e estratégia ao longo de um jogo?

by Gonçalo Sousa

Share this article

Parece inegável que a música tem um forte efeito no nosso humor. Ouvir uma canção alegre pode fazer-nos sentir mais bem-dispostos, enquanto que ouvir uma canção melancólica nos deixa mais tristes e sombrios.

De resto, uma série de estudos empíricos já demonstraram que existe uma forte correlação entre a música e a psicologia humana. Os benefícios da música para todas as atividades relacionadas com o exercício físico foram documentados num paper de 2012, dos autores C.I. Karageorghis e D.L. Priest, e os benefícios intelectuais relacionados com a aprendizagem musical estão mais do que comprovados (principalmente quando aplicados a crianças e jovens).

No mesmo sentido, a música tem cada vez mais vindo a ser usada por pequenas e grandes indústrias para proveito comercial. Este fenómeno dá-se de forma algo subtil, mas verifica-se, por exemplo, em praticamente todos os centros comerciais que visitámos.

Não é por acaso que quase todas as lojas de roupa brindam os seus clientes com uma banda sonora específica: para além da música ajudar à personalização da marca, também pode convencer os seus clientes a comprarem mais produtos e a passarem mais tempo numa loja.

Outro bom exemplo acontece com as discotecas: afinal, a maior parte dos clubes noturnos recorre a canções que promovem temas como o amor ou a dança de modo a evitar potenciais situações de violência.

Mas pode a música afetar o nosso comportamento quando jogamos? E será que a música que está associada a jogos como as slots pode ter um efeito negativo (ou mesmo benéfico) no comportamento dos jogadores?

O compasso do mundo do jogo

É evidente que a indústria do jogo já se apercebeu do potencial comercial da música. Quase todas as slots contêm efeitos sonoros e sons ambiente específicos, e isto acontece não só nos tradicionais casinos territoriais como no contexto dos jogos de casino online que podem ser visitados um pouco por todo o mundo. No entanto, ainda não existem muitos estudos científicos que analisem de forma concisa a relação entre a música e os chamados jogos de sorte e azar.

Contabilizam-se, no entanto, algumas exceções…

A velocidade de uma canção interessa e muito

Em 2014, um estudo académico realizado por cinco autores (Mentzioni, Laberg, Brunborg, Molde e Stale) concluiu que existe uma forte relação entre o compasso de uma música e o comportamento de um jogador.

Com base em 101 samples (72 mulheres e 29 homens), os investigadores concluíram que músicas mais rápidas levam os jogadores a depositar mais apostas num menor espaço de tempo, enquanto que músicas mais lentas podem influenciar os jogadores a passar mais tempo a jogar (ainda que com um menor fluxo de apostas). De acordo com este estudo, parece existir uma evidente relação entre certos tipos de música e certos comportamentos-padrão associados a jogadores.

Pode a música em slots ajudar os jogadores a obter melhores resultados?

Um outro estudo, emitido em 2009 pelos autores T. J. Noseworthy e K. Finlay, demonstrou com ainda mais preponderância que a música pode ter um efeito muito forte sobre os jogadores de jogos de sorte e azar. Com base num número de samples recolhidos no contexto de um casino, ficou determinado que a existência ou não existência de uma banda sonora ambiente pode afetar o comportamento dos jogadores. De modo algo interessante, os autores concluíram ainda que a música pode mesmo ajudar os jogadores a obter melhores resultados.

O estudo analisou o comportamento de jogadores que foram expostos a uma banda sonora ambiente em comparação com o de jogadores que não foram expostos a qualquer tipo de música.

Com base nos resultados, foi determinado que a ausência de uma banda sonora faz com que os jogadores passem mais tempo a jogar: sem uma referência auditiva, eles sobrevalorizaram o tempo que passaram no casino. O inverso aconteceu com os jogadores que foram expostos a música ambiente: mais ciente das horas passadas na mesa de jogo, eles decidiram recolher as suas fichas mais cedo.

Devemos regular a música presente em slots e outros jogos de sorte e azar?

Tendo em conta que existem alguns estudos que estabelecem uma forte relação entre a música presente num jogo e o comportamento daqueles que o jogam, impõe-se a questão: devemos regular a música das slots e outros jogos? Devemos, por exemplo, obrigar os casinos a utilizar música ambiente e proibir as slots de usarem canções com um compasso rápido?

Para já, ainda não existem as fontes académicas fidedignas necessárias para estabelecer de forma conclusiva uma relação negativa entre os universos da música e do jogo. No entanto, esta não é a primeira vez que questões deste género surgem com base em estudos académicos.

Vários países baniram as slots que aceitam notas, depois de um grande número de investigações ter concluído que a presença de entradas para notas nas slots influencia os jogadores a gastar mais dinheiro. Em 2019, entidades estaduais australianas foram mesmo criticadas depois de terem levantado o ban de entrada de notas relativo a máquinas de poker (muito populares no país).

POSTS RELACIONADOS

     

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *