Home / Archives /

festivais portugueses

festivais portugueses / 12 posts encontrados

Laurus Nobilis Music Famalicão 2018: Alta tensão em Louro

O Laurus Nobilis Music Famalicão (LNMF), depois de três edições em que apresentou um cartaz híbrido, em 2018 aposta forte no Metal, dando assim resposta a uma procura que deu mostras de gostar do evento. Dark Tranqulility, Septic Flesh, Tarantula ou Mata Ratos são nomes maiores de um cartaz... da pesada.

NOS Primavera Sound 2018: Fatboy Slim nos Aliados para celebrar a vida

Fatboy Slim nos Aliados. A Pic-Nic não podia ter feito melhor escolha para abrir as hostilidades da edição 2018 do NOS Primavera Sound. Avenida dos Aliados, sem barreiras, fronteiras ou bilheteiras (que é para rimar), pleno coração da cidade do Porto e um espaço imenso para dançar ao som de Fatboy Slim. É dia 6 de Junho e vai ser, seguramente, uma festa memorável.

Souto Rock 2018: Cartaz apresentado ao som de Surma e Homem em Catarse

Domingo, 13 de Maio, final de tarde soalheiro… À hora a que em Fátima, freguesia de Ourém, 300 mil almas erguiam os lenços brancos para se despedirem da imagem de Maria, em Roriz, freguesia de Barcelos, umas dezenas de espíritos livres tomavam conhecimento do cartaz do Souto Rock 2018 e assistiam a dois belos concertos, exultando de alegria e agradecendo o virtuosismo das escolhas da organização, uma vez mais a cargo da Associação Cultural e Recreativa de Roriz.

Cartaz NOS Primavera Sound 2018 – A Consagração de 3 Gerações

Nick Cave and The Bad Seeds, Lorde e A$Ap Rocky são as principais estrelas do cartaz brilhante do festival NOS Primavera Sound 2018. Entre os dias 7 e 9 de Junho, o Parque da Cidade do Porto vai ainda receber ainda artistas como The War On Drugs, Arca, Father John Misty, Mogwai ou Tyler, The Creator.

Fleet Foxes em busca da identidade na natureza da Música

Ainda que influenciados pelo country-rock americano e pelo folk-rock britânico, os Fleet Foxes mostraram-se, desde o seu início em 2008, capazes de fazer algo realmente especial com essa mistura de estilos e influências. Após editarem “Crack-Up”, o tão aguardado terceiro álbum, o grupo vai regressar a Portugal no Vodafone Paredes de Coura 2018.

VODAFONE PAREDES DE COURA (DIA 4): Potros relampejantes na tertúlia de Benjamin

O último dia do Festival Paredes de Coura 2017 culminou num epílogo grandioso e, de certa forma, catártico que aqueles milhares de almas precisavam, ao fim de quatro dias de festival (muitas delas muito mais do que isso!) a fruir Coura XXV. Cantou-se, dançou-se, celebrou-se, jurou-se amor eterno e prometeu-se regressar para o ano, entre 15 e 18 de Agosto.

VODAFONE PAREDES DE COURA (DIA 3): Uma casa de praia com vista para a Lua

E ao terceiro dia… ninguém descansou! Depois do belo aperitivo que foi a Vodafone Music Session com os Moon Duo, no centro da vila, a vontade de os ver e ouvir no palco Vodafone.FM cresceu exponencialmente e, na verdade, as expectativas não saíram goradas. É que a viagem pela arquitectura oculta do duo de Portland faz maravilhas à mente.

VODAFONE PAREDES DE COURA (DIA 2): Música com timbre e mosh à solta no Taboão

Ainda na ressaca da fantástica noite de rock gutural do dia inaugural, o segundo dia da edição 25 do festival Paredes de Coura (PdC) foi estranho. A sensação foi um pouco parecida com aquela que (se diz que) as bandas sentem na feitura do segundo álbum depois de uma estreia de sucesso na edição discográfica.

VODAFONE PAREDES DE COURA (DIA 1): A viagem citadina dos Mão Morta ao som gutural de Samuel

Não havia melhor forma de começar a 25ª edição do festival Paredes de Coura. A felicidade andou pelo anfiteatro natural do Taboão, especialmente pelas extraordinárias actuações dos Mão Morta, Future Islands e Beak. O Pedro Vasco Oliveira esteve lá e conta tudo!