Home / Jazz /

Jeff Goldblum: uma estrela do Cinema que também brilha na Música

Jeff Goldblum: uma estrela do Cinema que também brilha na Música

Depois do seu concerto no Festival de Glastonbury ter sido considerado um dos momentos mais icónicos do verão de 2019, durante o qual anunciou em palco que estava a trabalhar num novo disco, Jeff Goldblum apresenta o seu segundo álbum, que fará os ouvintes sorrir ainda mais do que com o primeiro disco. Se isso é ainda possível! É um trabalho surpreendente que inclui duetos com Anna Calvi, Sharon Van Etten, Fiona Apple, Inara George e Gina Saputo.

Acompanhado pela sua banda de longa data, intitulada The Mildred Snitzer Orchestra, o álbum original denominado I Shouldn’t Be Telling You This, será lançado a 1 de novembro pela Decca Records e conta com um número impressionante de convidados surpreendentes.

Após o disco de estreia The Capitol Studio Sessions editado em 2018 – que foi alvo de excelentes críticas e que chegou ao 1.º lugar dos tops de jazz do Reino Unido, EUA, Alemanha e Austrália – Jeff Goldblum foi descrito no prestigiado jornal norte-americano The Times como um músico que presta um serviço importante, “ao nos fazer lembrar que o jazz pode ser divertido”.

E desta vez, podemos ouvir não apenas as suas habilidades a tocar piano, mas a sua voz incrivelmente distinta, pois o próprio músico ocupa o centro do palco ao cantar ‘Little Man, You’ve Had A Busy Day’.

Mas antes de terminar com esta canção de embalar, Jeff Goldblum convocou um extraordinário grupo de vocalistas, sendo que algumas mostram agora pela primeira vez os seus dotes jazzísticos.

Jeff Goldblum em parceria com músicos de luxo

Após a atuação triunfante no Festival de Glastonbury 2019, a aclamada cantautora Sharon Van Etten brilha no primeiro single, ‘Let’s Face The Music and Dance’, de Irving Berlin.

Anna Calvi também se junta num mash-up de “Four on Six” de Wes Montgomery e “Broken English”, um tema da autoria de Marianne Faithful.

Don’t Worry ‘Bout Me’, de Frank Sinatra, conta com a participação de Fiona Apple, enquanto ‘The Beat Goes On’, um favorito de Sonny & Cher, é cantado pela norte-americana Inara George.

If I Knew Then’, um êxito de 1939, foi gravada por uma das cantoras de jazz mais requisitadas de Los Angeles, Gina Saputo. Em breve serão anunciados mais dois convidados de topo muito especiais.

Além dos temas cantados, o disco inclui ainda instrumentais como “Driftin” de Herbie Hancock e “The Cat” de Lalo Schifrin, que mostram os dotes jazzísticos da banda.

A capa do álbum foi tirada na casa de Frank Sinatra e mostra-nos Goldblum a tocar num piano branco num palco flutuante no meio da piscina com formato de piano.

Gravado em Hollywood, nos Henson Recording Studios (casa de discos de Herb Alpert, John Lennon, The Carpenters, Joni Mitchell e Carole King), com I Shouldn’t Be Telling You This, a estrela de cinema (e, agora, da música) Jeff Goldblum e a The Mildred Snitzer Orchestra dão-nos o swing como mais ninguém o faz.

CONFIRA A DISCOGRAFIA DE  JEFF GOLDBLUM NAS LOJAS ONLINE

AMAZON INTERNACIONAL

AMAZON BRASIL

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *