Home / Música /

Duetos: o melhor da música a duas vozes

Duetos: o melhor da música a duas vozes

 

Ao longo da história da música houve artistas que se cruzaram para juntar as suas vozes e criar temas absolutamente fascinantes que ainda hoje são recordados. Quer por uma questão de afinidade musical, quer por necessidade comercial ou até mesmo para desanuviar um pouco, os famosos duetos proporcionam belíssimos momentos e são por norma aplaudidos pelos fãs dos dois artistas.

Neste post, decidimos por isso elaborar uma lista de duetos marcantes que juntaram figuras que até imaginávamos que pudessem dividir o mesmo microfone e ainda personalidades que nunca antes pensamos ver juntas mas que, a duas vozes, provaram ser tão boas ou melhores do que a uma.

Para quem três já é uma multidão, eis então um punhado de álbuns brilhantes feitos a dois.

7 duetos (im)prováveis que marcaram a música

Ella & Louis

Ella Fitzgerald e Louis Armstrong

Dois vultos encontraram-se em estúdio com o quarteto de Oscar Peterson e a magia aconteceu: entre baladas de Irving Berlin e Hoagy Carmichael, há música que fica para sempre. Ella Fitzgerald junta a sua voz à de Louis Armstrong e juntos fazem, em 1957, o primeiro de três álbuns a dois.  O êxito Cheek to Cheek é provavelmente o mais emblemático deste encontro.

 

Getz/Gilberto

Stan Getz e João Gilberto

Este foi o álbum responsável por mergulhar os Estados Unidos numa loucura de bossa nova. O saxofonista norte-americano Stan Getz reúne-se com o artista de bossa nova João Gilberto. Com a colaboração de Tom Jobim e Astrud Gilberto, esposa de João, nasce deste álbum um dos êxitos que mais covers recebeu ao longo dos anos: The Girl From Ipanema.

 

One from the heart

Tom Waits e Crystal Gayle

Banda Sonora de um dos mais belos filmes de Francis Ford Coppola, One From the Heart é um álbum apaixonante onde Tom Waits divide as atenções com a cantora country Crystal Gayle. Chegando a estar nomeado para Óscar de Melhor Banda Sonora em 1982, foi composto na altura em que o próprio Tom Waits conheceu a sua futura esposa, daí ser certamente um álbum cheio de paixão.

Raising Sand

Robert Plant e Alison Krauss

 

Robert Plant, o vocalista dos Led Zeppelin, gravou um dos registos mais aplaudidos da carreira com a cantora de country/folk Alison Krauss, corria então o ano de 2007. A relação do dueto extrapolou os encontros nos estúdios e levou-os a 57 palcos por todo o mundo, onde tocaram e voltaram a tocar os êxitos de Raising Sand. O álbum recebeu ainda 5 grammys.

Out of Season

Beth Gibbons & Rustin Man

Beth Gibbons, a voz e alma dos Portishead junta-se ao baixista dos lendários Talk Talk, Paul Web, aqui sob o pseudónimo de Rustin Man. Desta parceria improvável, nasce um belíssimo álbum a dois tons em 2002. Uma combinação exemplar em que Beth exorciza o fantasma do compositor Nick Drake. Uma mistura de sons que promete tocar os amantes do rock.

 

Carlos do Carmo & Bernardo Sassetti

Carlos do Carmo e Bernardo Sassetti

Com êxitos de Sérgio Godinho e Zeca Afonso a Leo Ferré e Violeta Parra, o álbum que marcou o encontro de Carlos do Carmo com Bernardo Sassetti só reforça a saudade deixada pelo pianista. Não se trata de fado ou de jazz, mas sim de uma mistura dos dois, numa clara homenagem ao que há de melhor no repertório lusitano.

 

 

Lady Gaga & Tony Bennet

Lady Gaga e Tony Bennet

Depois do sucesso de The Lady Is a Tramp, a artista pop Lady Gaga, conhecida pelo seu estilo extravagante, dá as mãos a Tonny Bennet para juntos criarem um álbum jazz como nunca antes foi visto. Recriando clássicos como Cheek to Cheek e Nature Boy, os duetos provam que é possível juntar vozes diferentes, oriundas de géneros muito distintos, para fazer música.


   

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *