Home / Lendas da Música /

Aerosmith: há mais de 40 anos a dar-nos rock and roll

Aerosmith: há mais de 40 anos a dar-nos rock and roll

 

Com mais de 40 anos de carreira, a banda norte-americana Aerosmith continua a ser uma das mais populares da categoria do rock. Ao lado de grupos como os Rolling Stones, definiu o conceito de rock and roll, inspirando tantas outras bandas que surgiram nas décadas seguintes.

A história dos Aerosmith começou no ano de 1970, em Sunapee, New Hampshire. Steven Tyler, o emblemático vocalista da banda, conhece Joe Perry, um guitarrista nato. Deste encontro, nasce uma ideia: formar uma banda. A este duo não tardam a juntar-se Brad Whitford, também na guitarra, Tom Hamilton para tomar conta do baixo e, claro, Joey Kramer para a bateria. Os Aerosmith nascem mas o percurso que têm pela frente é longo.

Em Outubro, o Brasil irá receber novamente os Aerosmith com shows em Porto Alegre (dia 11), São Paulo (dia 15) e Recife (dia 21). Você já tem o seu ingresso? Não perca mais esta chance de ver a maior banda de rock do mundo mais uma vez no Brasil… Entre AGORA aqui em:

Ingressos para Aerosmith Ticketbis

Ingressos para Aerosmith Viagogo

Ingressos Aerosmith Porto Alegre, Anfiteatro Beira Rio (11 Outubro): TICKETBIS ou VIAGOGO

Ingressos Aerosmith São Paulo, Allianz Parque (15 Outubro): TICKETBIS ou VIAGOGO

Ingressos Aerosmith Olinda, Classic Hall Recife (21 Outubro): TICKETBIS ou VIAGOGO

Aerosmith: a glória dos anos 70

O primeiro contrato discográfico que a banda assinou aconteceu em 1973, em Boston. A editora Columbia prepara de imediato um álbum homónimo de estreia que chega às lojas até ao final do ano. O single Dream On, ainda hoje recordado pelos fãs, tornou-se em poucas semanas num hit, comprovando o sucesso do álbum dos Aerosmith.

Entretanto, o grupo recebeu convites para tocar ao vivo ao lado de outras bandas. The Kinks ou Mott The Hoople são apenas alguns dos grandes nomes com quem os Aerosmith partilharam o palco nesta época. Get Your Wings, o segundo álbum, chega então em 1974 e mantém-se nas tabelas durante 85 semanas.

Imparáveis, os Aerosmith não param para descansar. Em 1975, é lançado Toys In The Attic, que lhes dá a garantia de que prevalecerão na história da música rock. Com os singles Sweet Emotion e Walk This Way, chegam ao 11º lugar dos tops.

Mas se o sucesso de Toys In The Attic foi surpreendente, nada preparou os Aerosmith para o sucesso que conseguiram com Rocks, em 1976. Ao atingir a 3.ª posição das tabelas, conseguindo para a banda um disco de platina, o álbum marca o início da época dourada de banda. O ano de 1977 traz  Draw The Line e uma tournée pelos EUA. É neste ano que os Aerosmith entram também no filme dos Beatles Sargeant Pepper’s Lonely Hearts Club, para interpretar uma versão do tema Come TogetHer.

Com o aproximar do fim desta primeira década histórica para a banda, chega o disco de ouro Night In The Ruts e uma reviravolta que ninguém antevia: os guitarristas, Joe Perry e Brad Whitford, decidem deixar a banda. Uma vez alcançado o sucesso, será que os Aerosmith conseguiriam manter o mesmo nível de qualidade nos anos 80? Só o tempo o poderia dizer.

Se quiser um dia ver os Aerosmith ao vivo, inscreva-se aqui neste LINK para ser avisado sobre uma nova digressão.

Drogas, recomeços e sucesso

O álbum Rock In A Hard Place, lançado em 1982, marca o regresso dos Aerosmith. As guitarras eram agora ocupadas por Jimmy Crespo e Ricky Dufay. O álbum, incapaz de registar o mesmo sucesso dos anteriores, foi motivo suficiente para que a Columbia Records rompesse o contrato com a banda. De apontar, no entanto, que este poderá não ter sido o único motivo para o fim do contrato.

 

Como muitos fãs puderam assistir em público no início dos anos 80, os membros dos Aerosmith tinham um grave problema de droga. O próprio Steven Tyler chegou a desmaiar várias vezes durante as atuações devido a intoxicação. Ainda assim, ao contrário do que aconteceu com outras bandas desta época, as drogas não ditaram o fim dos Aerosmith. Após várias tentativas de reabilitação, a banda conseguiu preparar-se para voltar às luzes da ribalta.

Em 1985, após assinarem um novo contrato com a editora Geffen, os Aerosmith voltam a presentear o público com um álbum: Done With Mirrors. O sucesso conseguido, capaz de os lançar de novo para os tops, deveu-se principalmente ao regresso dos guitarristas originais.

De novos reunidos, os Aerosmith preparam o seu regresso em força trabalhando com o compositor Desmond Child (responsável pelo sucesso dos Bon Jovi) e o produtor Bruce Fairburn. Em 1987, os Aerosmith editam Permanent Vacation, do qual fazem parte hits bem conhecidos, como é o caso de Rag Doll ou Angel” O álbum vende mais de três milhões de cópias. Os Aerosmith estão de novo no topo!

Em 1989 chega o álbum Pump, que inclui hits como Janie’s Got A Gun ou Love In An Elevator e que não demora muito a arrecadar sucesso. Desta vez, o número de cópias vendidas ascende para os quatro milhões. Na sequência de uma tournée mundial – no qual a banda mostrou um melhor comportamento – os Aerosmith regressam aos Estados Unidos e voltam a assinar com a Columbia.

A década de 90: onde estão os Aerosmith hoje?

Estamos em 1993 (20 anos desde o lançamento do primeiro álbum da banda) quando os Aerosmith lançam Get A Grip. Mais do que provar que a banda ainda estava forma, o álbum mostra uma nova maturidade. Ao som dos single Livin’On The Edge e Cryin, chega à posição número 1, vende mais de 12 milhões de unidades e conquista dois Grammys para os Aerosmith.

Nine Lives, em 1997, mantém os Aerosmith em alta. A banda entra para o primeiro lugar dos tops americanos e conquista ouro em seis países, platina em um e dupla platina noutros dois. O ano de 2001, além do álbum Just Push To Play surge no mesmo mês em que os Aerosmith entram oficialmente para a história da música, ao conseguirem o seu lugar no Rock and Roll Hall of Fame.

Ainda que se mantenham ativos – e mantendo os membros originais – os Aerosmith têm estado mais calados nos últimos anos. Após o lançamento de Honkin’ on Bobo – um álbum de blues – a banda lançou apenas um outro álbum de estúdio, intitulado Music From Another Dimension!, em 2012. Porém, em digressões constantes, a banda continua a levar o rock a todo o mundo e a esgotar casas cheias. Embora se espere o lançamento de um 16.º álbum por parte da banda, ainda não há muita informação quanto a este novo trabalho.


   

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *