Home / Archives /

Música e Ciência

Música e Ciência / 21 posts encontrados

misofonia

Misofonia: quem fica irritado com pequenos sons?

É intolerante ao som? Não se preocupe. Não significa que seja má pessoa ou antipático. Existem mesmo algumas pessoas com uma certa intolerância, quase patológica, para determinados barulhos. Na área da psiquiatria, este é um problema conhecido como Síndrome de Sensibilidade Seletiva do Som (também apelidada de SSSS ou S4) ou, mais simplesmente, como misofonia.
dançar

Não consegue dançar? Talvez sofra deste problema

Embora a dança seja uma forma fundamental de expressão humana, sempre recebeu relativamente pouca atenção por parte dos neurocientistas. Pelo menos até agora. Recentemente, alguns investigadores começaram a estudar o cérebro de dançarinos, tanto profissionais como amadores, e a chegar a algumas conclusões muito interessantes. Uma delas é a que apresentamos neste post: pode haver um motivo para que dance tão mal.
ouvir música clássica

Ouvir música clássica torna-nos mais inteligentes?

Trata-se de um dos maiores mitos do Mundo da Música: ouvir música clássica, de grandes compositores como Mozart, Bethoveen ou Bach, faz de nós pessoas mais inteligentes? Por todo o mundo, há muitas a pessoas a recorrer a este tipo de música enquanto estuda ou leem algo complexo, confiantes de que só assim conseguem melhorar o seu desempenho e alcançar o melhor resultado.
crianças

Aulas de música melhoram capacidade de comunicação das crianças

Uma vez que o desenvolvimento de uma criança acontece nos primeiros anos de vida, a música assume um papel fulcral ao ser capaz de modelar áreas responsáveis pelo processamento de sons que estão, por sua vez, relacionadas com habilidades linguísticas como a leitura e comunicação verbal.
aprender música

Aprender música na adolescência melhora capacidades de comunicação

Estudou música quando era mais novo? Então este é o post certo para si. Temos uma grande novidade científica, descoberta por uma investigação da Universidade de Northwestern, que vai sem sombra de dúvidas deixá-lo bastante admirado.

Ouvir música faz bem ao corpo e à mente

Se tentássemos definir, numa linha cronológica, o momento em que se fez música pela primeira vez, teríamos de recuar milhares de anos no tempo e mesmo assim seríamos incapazes de definir exatamente um ponto que oficializasse o nascimento desta arte. Vários historiadores acreditam que a música pode mesmo preceder os dias em que o homo sapiens vagueava pela Terra.
música na cabeça

Tem uma música na cabeça? Saiba como tirá-la de lá

“I’ll tell you what you want, what you really, really want / So tell me what you want, what you really, really want / I wanna, I wanna, I wanna…”Ok, acho que já percebeu a ideia e, por esta altura, o mais provável é que o hit dos anos 90 já esteja em loops sucessivos na sua cabeça. Se este for o caso, fique descansado porque ao longo deste artigo damos-lhe uma solução cientificamente comprovada para que se veja livre da mais peganhenta das músicas.
olhos

Sabia que os olhos reagem à sua música preferida?

No Mundo de Músicas já falamos dos muitos benefícios da música. É terapêutica, ajuda a estimular a nossa concentração em momentos de trabalho e permite-nos relaxar como nenhum calmante é capaz de o fazer. Mas e se lhe disséssemos que a música interfere também com os olhos? Foi esta a conclusão de uma investigação da Universidade de Viena. Saiba aqui porquê.

Biophilia: o projeto por detrás do álbum de Björk

Biophilia é o nome de um álbum de Björk, cujo alcance vai muito além da música. O disco, que foi considerado como o primeiro álbum em forma de app, faz parte de um projeto maior que pretende educar através da música, chamando a atenção para a necessidade de enveredar por um caminho sustentável.