Home / Lendas da Música /

Songs of Experience dos U2: a ressonância da catarse musical

Songs of Experience dos U2: a ressonância da catarse musical

Mídia Kit Blog Mundo de Músicas
 

Para o The Guardian este é “um regresso fantástico à forma”. A MOJO considera Songs of Experience como “o álbum mais forte dos U2 neste século”. E existem muitas mais opiniões especializadas a destacar o novo disco da banda irlandesa.

E após uma escuta breve mas sentida, confirmamos que as indicações gerais traçadas pela imprensa musical estão corretas. Para alegria de milhões de almas estão de volta os U2 intensos, trepidantes, emocionantes e vibrantes, como raramente se ouviram nos últimos anos.

Songs of Experience é o sucessor de Songs of Innocence, dois títulos que foram inspirados numa coleção de poemas, “Songs of Innocence and Experience”, do poeta inglês do século XVIII William Blake.

Gravado entre Dublin, Nova Iorque e Los Angeles, o disco Songs of Experience foi concluído no início deste ano, tendo o seu conceito sido influenciado pelo conselho de Brendan Kennelly a Bono, para este “compor como se estivesse morto”.

O resultado é uma coleção de canções em forma de cartas íntimas escritas sobre lugares e pessoas muito próximos do cantor: família, amigos, fãs e ele próprio.

Aliás, não é por acaso que em Portugal o disco Songs of Experience tenha entrado diretamente para o nº1 da tabela de vendas nacional.

Depois de um ano repleto de tristezas, sendo o caso mais notório os incêndios de Pedrógão e em Outubro, assim como o falecimento do guitarrista Zé Pedro dos Xutos & Pontapés, o povo português talvez tenha encontrado uma espécie de ressonância na voz de Bono, ou nas cordas de The Edge, ou ainda nos ritmos cavalgados por Adam Clayton no baixo acompanhado pela mestria percussiva de Larry Mullen Jr.

A tragédia ronda as melodias, mas também a metamorfose emocional que canaliza e transforma a dor em forças. É assim esta nova obra dos U2, sendo por isso distinta, concentrada, focada na catarse e libertação interior. No luto e na experiência de viver. Pode mesmo vir a ser um clássico no futuro. E irá sempre soar bem a todos os ouvidos delicados de qualquer pessoa, qualquer povo, qualquer comunidade que aprecie música intensa.

 

 

CONFIRA SONGS OF EXPERIENCE NAS LOJAS ONLINE E PLATAFORMAS DE STREAMING:

FNAC PORTUGAL

AMAZON INTERNACIONAL

AMAZON REINO UNIDO

SARAIVA

 

Equipa de luxo na produção de Songs of Experience

O 14.º álbum de estúdio dos U2, com 13 novas canções, foi editado em formato digital, CD e em duplo vinil. Produzido por Jacknife Lee e Ryan Tedder, com Steve Lillywhite, Andy Barlow e Jolyon Thomas, o álbum conta na capa com uma fotografias de Anton Corbijn e dos filhos adolescentes dos membros da banda, Eli Hewson e Sian Evans.

O disco está disponível em formato digital, CD, vinil e numa caixa especial que inclui um duplo vinil, a versão deluxe do álbum, um póster desdobrável, o jornal Songs of Experience e um código para download do álbum digitalmente.

A versão BOXSET inclui um duplo vinil, a versão deluxe do álbum, um póster desdobrável, o Jornal Songs of Experience e um código para download do álbum digitalmente.

 

Do álbum já foram retirados os temas “The Blackout”, “You’re The Best Thing About Me”, “Get Out Of Your Own Way” e “American Soul”.

A Live Nation também acaba de anunciar as datas da “eXPERIENCE iNNOCENCE Tour” pela América do Norte, a começar no dia 2 de maio de 2018. Apenas no próximo serão anunciados mais detalhes sobre esta digressão.

O alinhamento de Songs of Experience é o seguinte:

  1. “Love Is All We Have Left”
  2. “Lights of Home”
  3. “You’re The Best Thing About Me”
  4. “Get out of Your Own Way”
  5. “American Soul”
  6. “Summer of love”
  7. “Red Flag Day”
  8. “The Showman (Little More Better) ”
  9. “The Little Things That Give You Away”
  10. “Landlady”
  11. “The Blackout”
  12. “Love Is Bigger Than Anything in Its Way”
  13. “13 (There is a Light)”

 

 

Mais louvores da imprensa musical para Songs of Experience

 “[O álbum] reafirma o som que tem esgotado estádios e arenas ao longo de décadas” – The  New  York Times

 “[O álbum] é um manifesto da magia eterna da música, interpretada por uma banda que se recusa a desaparecer.” – Rolling Stone

“Um clássico de fim de carreira. [Os U2 são] mestres de cada passo do seu percurso.” – Q Magazine

“Uma escuta emocionante… Não se trata tanto de um regresso às suas raízes mas uma abordagem moderna ao seu vasto repertório de sons e temáticas.” – The Associated Press

 

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *