Home / Música Brasileira /

Rádio Yandê: já conhece a primeira rádio indígena do Brasil?

Rádio Yandê: já conhece a primeira rádio indígena do Brasil?

 

A ideia imposta pelo senso comum acerca das comunidades indígenas e da música produzida em tais comunidades é que se pauta essencialmente pelos ritmos tradicionais dos instrumentos índios. No entanto, em pleno século XXI, esta é a uma noção que começa a ser contestada e contrariada.

Tal como muitas outras comunidades à volta do mundo, hoje as comunidades indígenas produzem e cantam rap, rock, dub e, no Brasil, dão até forma a MPB e forró. Procurando manter-se perto do mundo contemporâneo, muitas comunidades têm feito um esforço para integrar culturas tão distintas e centenárias nos paradigmas atuais.

E melhor prova não há do que a rádio Yandê. Assumindo-se como a primeira rádio indígena online do Brasil, a Yandê tem merecido alguma atenção nos órgãos de comunicação social do Brasil e até mesmo além fronteiras dado o seu carácter inovador e o esforço realizado para levar ao mundo sons indígenas que nunca pensamos que pudessem ter sido realizados numa comunidade de índios.

A Noisey – o espaço reservado a música da revista VICE – esteve em conversa com a banda para perceber como surgiu esta iniciativa, lançando-lhes ainda um desafio muito interessante: a criação de uma playlist que refletisse aquilo que a Yandê é no dia-a-dia, mesmo para aqueles não são indígenas e nada conhecem sobre esta cultura. E prometemos que o resultado é surpreendente ao ponto de incluir rap chileno e uma parceria da cantora manherense Zahy Guajajara e a banda Digitaldubs.

Mas como surgiu então a ideia de criar uma rádio que focasse os seus conteúdos programáticos em música indígena?

A rádio Yandê: como surgiu a ideia?

A Yandê foi criada por um grupo de três amigos que já tinha alguma experiência em trabalhar com organizações não governamentais, coletivos e blogs relacionados com a cultura indígena.

Os seus nomes são Anápuáka Tupinambá, Renata Tupinambá e Denilson Baniwa: os três indígenas fazem recurso à música para resgatarem a sua própria cultura e produzirem conteúdo que chegue a outros indígenas e a todos os que apreciam ou tenham interesse por esta cultura. Para já, o projeto ainda se encontra em desenvolvimento, sendo financiado autonomamente pelos seus fundadores.

“Esta diversidade é novidade para muita gente”, disse Renata à Noisey. Jornalista de formação, a fundadora da Yandê diz que “como todas as sociedades no mundo, passamos por mudanças e transformações, mantendo o tradicional mas também trazendo o novo.”

Mas dada a formação de Renata, é natural que desta rádio faça também parte o jornalismo: notícias indígenas são integradas por correspondentes, que ficam em Brasília e no Mato Grosso. Além disso, existem outros 70 colaboradores pelo país. “A Yandê acredita na autonomia dos povos e sonha ver todos produzindo seus próprios conteúdos”, finaliza Renata.

A programação musical da Yandê é abrangente e traz artistas de todos os tipos, como o produtor e rapper norte-americano Frank Waln, da etnia Lakota, e a cantora amazonense Djuena Tikuna.

De seguida apresentamos a playlist que a Rádio Yandê fez para a Noisey e que nos dá um gostinho daquilo que podemos ouvir nesta estação de rádio.

   

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *