Home / Concertos /

Vodafone Paredes de Coura 2019 (dia 3): A rockalhada em noite para mentes deambulantes

Vodafone Paredes de Coura 2019 (dia 3): A rockalhada em noite para mentes deambulantes

  

E ao terceiro dia… a rockalhada que se impunha! Os britânicos Black Midi, com apenas um álbum no currículo editado este ano, foram abrasivos, explosivos e contagiantes quanto baste para se perfilarem no lote restrito dos grandes concertos da edição 2019 do Vodafone Paredes de Coura.

«Schlagenheim» é o título do álbum de estreia dos londrinos no qual basearam a sua actuação no Palco Vodafone.fm.

Black Midi – Paredes de Coura

Foi um daqueles concertos de plateia (leia-se, tenda) cheia, em que se começa a ver a coisa lá de atrás, mas em que uma força de atracção te puxa, cada vez com mais força, para perto do palco e para o seio da massa humana.

Guitarras desvairadas e ritmos intensos fizeram do concerto dos Black Midi um momento único do terceiro dia de PdC’19.

Mosh, crowdsurfing e muita animação entre o público compuseram o ramalhete, com destaque para a camisola amarela do vocalista Geordie Greep e para o ciclone Morgan Simpson na bateria.

Deerhunter – Paredes de Coura

Ainda os Black Midi levavam o público ao rubro, no palco principal Deerhunter iniciava mais uma brilhante performance. É sempre um gosto ouvir a sonoridade deste colectivo norte-americano encabeçado por Bradford Cox.

Mas seria a seguir que se viveria mais um dos momentos fantásticos desta edição 28 de Coura – que, diga-se, tem tido bastantes – com os Spiritualized em palco.

Palavras há muitas para descrever a viagem musical e mental que Jason Pierce e os seus rapazes proporcionam, mas serão sempre poucas para expressar o efeito sobre quem a faz e isso notou-se na multidão que se espalhou pelo anfiteatro natural.

Um momento de enorme devoção, em que as gentes se entregaram de alma e coração à viagem espacial e de paisagens profícuas. Um must!

Spiritualized – Paredes de Coura

Nota ainda para as prestações de Jonathan Wilson e dos Balthazar, às quais este vosso escriba vigiou passageiramente.

Neste terceiro dia notou-se uma ligeira quebra de público, pelo menos a movimentação no recinto era mais fácil, mas a organização aponta para as 26 mil pessoas por dia.

De referir ainda que as áreas no recinto foram, uma vez mais, melhoradas e voltam a ser um exemplo para outros festivais… campestres!

Fotos: Sofia Salgado Mota

 

Confira também as crónicas sobre os outros dias do Vodafone Paredes de Coura 2019 nos links em baixo:

Vodafone Paredes de Coura 2019 (dia 1): Lotação esgotada em noite de aquecimento

Vodafone Paredes de Coura 2019 (dia 2): A velha guarda ainda marca a nova ordem

Vodafone Paredes de Coura 2019 (dia 4): Quando a palavra vale mais do que mil berros

 

Black Midi – Paredes de Coura

 

Deerhunter – Paredes de Coura

 

Spiritualized – Paredes de Coura

 

Spiritualized – Paredes de Coura

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
AdobeStock

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *