Home / Música /

Música surf: 5 álbuns que navegaram entre as ondas

Música surf: 5 álbuns que navegaram entre as ondas

 

Estamos no início da década de 60, no sul da Califórnia. Nas praias, as ondas rebentam e as pranchas de surf avançam sem medo, rasgando mar e impondo novas filosofias de vida. O rock que se tornou tão popular na década anterior começa a ganhar uma nova forma naquilo que é hoje considerado por muitos músicos como a música surf. Os acordes musicais são batizados pela água salgada, areia e, claro, muito sol.

Por um lado, temos um rock mais instrumental, onde a guitarra elétrica e o saxofone se cruzam para recriar musicalmente a mesma sensação que qualquer surfista sente quando navega sobre as ondas. Por outro lado, temos o surf pop vocal, que chegou ligeiramente mais tarde, trazendo consigo baladas e harmonias fortes. Juntos, os dois géneros formam um só: a música surf.

Neste post, surfamos ao passado e desenterramos da areia 5 álbuns que fizeram história no mundo do surf e que ainda hoje são recordados por todos os que se fazem acompanhar da prancha quando vão para a praia.

Música surf: 5 álbuns para ouvir antes de se fazer às ondas

Surfer’s Choice

Dick Dale and the del-tones

Em 1962, Dick Dale lança o seu disco de estreia, que inclui o êxito que ainda hoje é recordado como um dos maiores clássicos da música surf. Misirlou, uma música grega composta em 1927, ganhou um novo fôlego pela guitarra de Dick Dale, mostrando que há talento para além das ondas. Let’s Go Trippin foi também um dos grandes sucessos do disco Surfer’s Choice.

 

Surfer’s Blues

The Journeymen

Apesar do álbum já não estar à venda, é a música Surfer’s Blue que garante o lugar dos The Journeymen entre os precursores da música surf, logo em 1962. Neste êxito, não falta a utilização do genuíno som das ondas a quebrar e os eletrizantes acordes da guitarra. Apesar do fracasso, os The Journeymen são ainda hoje considerados como uma das principais vozes da época.

 

Wipe Out

Surfaris

 

O Wipeout é um dos temas que mais facilmente identificamos com a música surf. O rudimentar som da prancha a quebrar, a gargalhada maléfica que ecoa a partir do fundo, o rufo insistente da bateria e a guitarra contagiante fizeram com que a música passasse três anos (1963 a 1965) nos tops norte-americanos. Além de receber disco de ouro, vendeu mais de um milhão de cópias.

 

Pipeline

The Chantays

Este foi o único sucesso dos The Chantays, atingindo o top 10 nos Estados Unidos em maio de 1963 mas conseguindo pouco mais do que isso. O título da música surgiu depois de os elementos da banda terem visto visto imagens do famoso Banzai Pipeline, uma onda gigantesca no Havai. Na música instrumental, é o baixo e o órgão quem tomam a frente, deixando a guitarra a solo escondida no fundo.

 

Surfin’ Safari

The Beach Boys

E, como seria de esperar, também os The Beach Boys encontram o seu lugar nesta lista. Com Surfin’ Safari, o quintento californiano marcou a sua estreia em 1962 e provou ser bom o suficiente para resistir à invasão britânica do final da década.  Longe, muito longe, da perfeição de Pet Sounds – álbum lançado em 1966 –, encontramos Surfin’ Safari, composta para descrever o estilo de vida dos surfistas.

 


 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *