Home / Música /

Microsoft Groove: uma plataforma de streaming que não impõe limites

microsoft groove

Microsoft Groove: uma plataforma de streaming que não impõe limites

 

No blog Mundo de Músicas já publicamos diversos artigos onde falamos do grande fenómeno que a Internet permitiu ao mundo da música: as plataformas de streaming. Se há 30 anos precisávamos de comprar um disco de vinil para consumir uma lista de músicas, hoje a possessão de um ficheiro físico já não é sequer necessária. O que o público realmente deseja é aceder a música, preferencialmente a uma biblioteca composta por dezenas de milhões de álbuns.

E a verdade é que o mercado tem apresentado cada vez mais ofertas ao utilizador, competindo pela sua atenção e fidelidade. Os mais recentes dados levantados ao mercado do streaming de músicas, nos Estados Unidos, mostram que o iTunes, a Pandora e o Spotify continuam a ser líderes de vendas. Mais abaixo surgem outras opções, como o Apple Music e o Google Play, e até mesmo o serviço de streaming da Amazon, mas não surge sequer o Microsoft Groove.

No entanto, não estará na hora de valorizar a plataforma de streaming da Microsoft? Afinal de contas, a Microsoft continua a ser um dos maiores gigantes do mundo tecnológico, tendo-nos brindado com alguns produtos que se tornaram indispensáveis para o nosso dia-a-dia. Considerando tudo isto, decidimos por isso colocar os fones nos ouvidos e fazer o nosso registo na Microsoft Groove para perceber se vale ou não a pena usar este serviço. Eis o resultado.

O que é o Microsoft Groove e por que o deve utilizar?

Na era do streaming de músicas, a Microsoft decidiu que estava na hora de fazer uma mudança estratégica para conseguir igualar a concorrência que até agora tem sido liderada pelo Spotify. Mesmo que já dispusesse de uma plataforma de streaming de músicas – a Xbox Music – a multinacional tecnológica decidiu reinventar o sistema e dar forma a algo totalmente nova: O Microsoft Groove.  Em 2015, este foi o início de uma nova fase para a Microsoft, que esperava assim obter um melhor posicionamento no mercado.

“O Groove descreve como as pessoas se sentem e agem com música, e é mais intuitivo para os nosso utilizadores do Windows 10 quando quiserem encontrar algo dentro da app”, disse a própria Microsoft na sua página oficial, aquando do lançamento do Groove.

Para quem não conhece, façamos as devidas apresentações. O Microsoft Groove apresenta-se como uma plataforma de música (disponível em software, na web ou em aplicativo para dispositivos móveis) que permite ouvir música em streaming e organizar toda a biblioteca musical que fizer parte do seu dispositivo. Até aqui não há muito a saber, uma vez que segue os mesmos moldes aplicados pelos concorrentes.

Com o Groove Music, tem acesso imediato ao catálogo musical online da Microsoft para streaming ou download para uso offline (caso subscreva o serviço). O acesso é válido no Windows 10, assim como Windows Mobile, iOS, Android, Xbox e na internet, com preços mensais que variam conforme região e país. Um ponto mais negativo, mas que no entanto era expectável, é que faça o registo com uma conta Microsoft.

 

Se está habituado a usar Spotify e Deezer, saberá certamente que existe um pequeno problema que por vezes pode ser inconveniente: os ficheiros locais que tem no seu computador, ou no telemóvel, não podem ser reproduzidos se não estiverem em tais dispositivos.

O Groove distingue-se de qualquer outra plataforma de streaming por solucionar este problema, assumindo-se com um diferencial que nos surpreendeu pela positiva: basicamente, ao hospedar as suas músicas MP3 no serviço de armazenamento OneDrive, poderá fazer o streaming a partir da app do Groove, esteja ligado em que dispositivo for. Uma novidade que quebra um constrangimento e permite maior liberdade ao utilizador.

Se quer descarregar conteúdo para ouvir no modo offline, existem algumas coisas de que precisa de tomar nota. O utilizador pode descarregar para audição em offline álbuns completos, singles, playlists apenas clicando no menu hamburger e selecionar de seguida a opção “Download”. Todavia, é importante destacar que só pode ter conteúdo offline em um total de 5 (cinco) dispositivos de uma só vez.

Isto quer dizer que precisa de estar atento aos logins que faz (que pode gerir facilmente através do menu de configurações do Groove). Também ficamos satisfeitos por saber que o Microsoft Groove possui um serviço de rádio online, muito semelhante ao do Google Play ou do iTunes Radio.

 

 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *