Home / Lendas da Música /

30 anos depois de Kick, o álbum seminal dos INXS

30 anos depois de Kick, o álbum seminal dos INXS

Mídia Kit Blog Mundo de Músicas
 

O ano de 2017 marca o triunvirato dos aniversários da lendária banda australiana INXS. Passam agora 40 anos desde que formaram o grupo; 30 anos desde que Kick os transformou em estrelas planetárias; e 20 anos desde a morte do icónico líder Michael Hutchence. Os INXS celebraram estes momentos marcantes com uma série de lançamentos em CD e vinil, começando com a edição do 30.º aniversário do muito aplaudido Kick.

Formados originalmente em 1977, a carreira dos INXS prolonga-se por 40 anos extraordinários, durante os quais venderam mais de 40 milhões de discos em todo o mundo, incluindo álbuns que atingiram o 1.º lugar dos tops de vendas nos quatro continentes.

Tendo lançado uma avalanche de êxitos, como Need You Tonight, New Sensation, Never Tear Us Apart, Devil Inside, Mystify, o álbum Kick vendeu mais de seis milhões de cópias mundialmente e fez dos INXS uma das maiores bandas do planeta.

 

 

Contudo, o final trágico deste percurso do grupo australiano aconteceu em 1997, quando no dia 22 de novembro, o cantor Michael Hutchence, que era bastante chegado a Bono dos U2, foi encontrado morto na suite 524 do hotel Ritz-Carlton em Sydney, Austrália. A banda continuou até 2012, quando parou de realizar concertos, mas nunca mais foi a mesma sem o seu líder carismático.

A causa oficial da morte foi suicídio (o vocalista foi encontrado estrangulado com um cinto à volta do pescoço), mas amigos mais próximos do líder dos INXS nunca acreditaram que ele tenha escolhido a morte.

Michael Hutchence tinha apenas 37 anos de idade e era um dos grandes ícones da música pop/rock na época. Por isso mesmo as versões que circularam sobre um ritual sexual e, em simultâneo, a descoberta de um frasco do antidepressivo Prozac na suíte onde o cantor morreu atingiram grandes proporções mediáticas.

 

Segundo Patricia Glassop, mãe do cantor, a culpada pela morte do filho foi a namorada, a inglesa Paula Yates, a ex-mulher de Bob Geldof que teve uma relação turbulenta com o australiano. Recorde-se que Paula Yates foi encontrada morta três anos depois, vítima de overdose de heroína. Mas até hoje a verdade nunca se descobriu, nem ninguém revelou em pleno sobre o que de facto aconteceu na suíte 524 do hotel Ritz-Carlton em Sydney quando Michael Hutchence faleceu de forma precoce.

Novidades deliciosas para os fãs dos INXS

A edição do 30.º aniversário de Kick confere a todos os melómanos uma oportunidade perfeita para relembrar uma vez mais uma das bandas mais intemporais e inovadoras das últimas décadas. Eles foram nos finais de década de 80 um dos grupos mais admirados do Mundo, juntamente com os U2 e Depeche Mode, por exemplo.

Integrada numa caixa de tamanho DVD, esta edição do 30.º aniversário de Kick inclui lados B, misturas raras e temas bónus, num pack de 3CDs.

Além disso, contém o álbum misturado em Dolby Atmos por Giles Martin e Sam Okell nos estúdios de Abbey Road. Esta nova mistura está incluída num disco Blu-ray, juntamente com todos os vídeos promocionais. (Dolby Atmos é uma tecnologia de som imersiva que oferece a melhor experiência de audição em qualquer dispositivo e configuração de som surround com uma nova dimensão de clareza, fidelidade e espaço, colocando elementos musicais à volta do ouvinte).

Para os entusiastas do vinil, este álbum clássico de 1987 será reeditado num duplo LP de 180 gramas, numa edição remasterizada e impressa a baixa velocidade e 45rpm, o que garante uma fidelidade superlativa, pelo pioneiro das impressões a baixa velocidade dos estúdios de Abbey Road, Miles Showell.

O disco Kick está ainda disponível exclusivamente na loja online dos INXS numa edição limitada em vinil vermelho, também remasterizada e impressa a baixa velocidade.

CONFIRA A DISCOGRAFIA DOS INXS NAS LOJAS ONLINE E PLATAFORMAS DE STREAMING:

FNAC PORTUGAL

AMAZON INTERNACIONAL

AMAZON REINO UNIDO

LIVRARIA CULTURA

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Partilhar este artigo

Comentários

  • Tai um superastro que foi um icone pra 2 gerações (1980/1990). Assim como grupos como Venom. Ambos com propostas inovadoras pra aqueles tempos. O Punk ja tinha divisões (depois Hardcore,Pop-Punk), o Metal tambem (nem preciso detalhar!!), o Pop (Dream,Indie) não ficou pra tras. Participaram de festivais como o Saudoso Live-Aid (O Canto da Vida) , transmitido pela TV Globo (Black Sabbath tava lá – elenco original). – marcio “osbourne” silva de almeida – jlle/sc

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *