Home / Metal /

7 episódios históricos contados nas músicas dos Iron Maiden

7 episódios históricos contados nas músicas dos Iron Maiden

 

Os Iron Maiden são uma conhecida banda britânica de heavy metal. Com mais de 40 anos no ativo, a banda conquistou uma legião de fãs de música mais pesada por todo o mundo.

Basta olharmos para o próprio nome da banda para identificarmos uma relação com a história medieval. Iron Maiden era o nome de um instrumento de tortura utilizado na Idade Média. No filme O Homem da Máscara de Ferro, que conta com a interpretação de Leonardo Dicaprio, podemos ver este instrumento.

Porém, as referências à História não se ficam pelo nome. Vários investigadores têm-se debruçado com afinco nas músicas dos Iron Maiden para identificar referências históricas camufladas nas letras. O Professor Lauro Meller, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, levou a cabo uma investigação ao trabalho dos Iron Maiden e conseguiu traçar nas músicas da banda uma linha cronológica que vai desde a Pré-História até à II Guerra Mundial.

Quer assistir ao concerto dos Iron Maiden? A banda vai estar no Brasil e em Portugal em 2016! Compre aqui o seu bilhete!

Em vez de focarem as suas letras em “violência, drogas ou mulheres, num ponto de vista quase sempre machista”, como afirma Lauro Meller, os Iron Maiden são mais abrangentes, usando a sua música para divulgar conhecimento. A investigação de Meller foi ainda mais longe do que as letras: melodias, arranjos, registos vocais, riffs e solos de guitarra foram também tomados em consideração.

Só para terem um exemplo, no álbum mais recente da banda, chamado The Book of Souls, há uma faixa chamada Empire of the Clouds que narra o episódio, de 1930, em que um zepelim britânico caiu em França durante a sua viagem inaugural. Com 18 minutos, é a canção mais longa de toda a discografia dos Iron Maiden. Além disso, de maneira inusitada para os fãs, faz uma mistura de piano, violino e violoncelo às três guitarras.

Entretanto, Lauro Meller vai lançar-se na produção de um livro que analisa esta música e muitas outras. Enquanto o livro não chega, partilhamos já algumas das análises feitas pelo investigador.

7 músicas dos Iron Maiden que são verdadeiras aulas de história

No total, Meller escolheu 7 canções para iniciar a sua investigação. Estas músicas, com alusões históricas, são cantadas em diferentes perspetivas. Se algumas se referem a episódios históricos a partir da terceira pessoa, outras fazem uma abordagem usando a voz de entidade anónimas.

1- Quest for fire (1983)

Nesta música de 1983, os Iron Maiden narram como a fonte de luz e calor foi motivo para batalhas sangrentas entre tribos pré-históricas. A referência é mais do que óbvia, estando até bastante explícita visualmente no videoclip da música.

 

2 – Alexander the Great (Alexandre, o Grande) (1986)

O título é em si só uma referência. Porém, a letra está repleta de referências à personagem histórica Alexandre, o Grande, soberano da Macedónia que viveu nos anos 300 a.C. Ao longo da música, a banda relata a vida de Alexandre, o Grande. Uma vez mais, o vídeo contém referências a este período histórico.

 

 

3 – Invaders (Invasores), 1982

Invaders debruça-se sobre episódios históricos nos  sécuos VIII e IX. Por esta altura, os grandes reinos da Europa começaram a ser invadidos por grupos de vijkings vindos do Norte. A música relata estas mesmas invasões. O nome volta a impor, por si só, uma clara alusão histórica.

 

4 – Hallowed be Thy Name (Santificado Seja o Vosso Nome), 1982

Com Hallowed be Thy Name fazemos uma visita à Idade Média, mais precisamente à época negra em que a Inquisição conduziu as suas maiores perseguições a hereges. A música leva-nos para o interior da cela de um condenado pela Inquisição, deixando-nos ouvir e sentir aquilo que o herege terá sentido horas antes da execução.

 

5 – Run to the Hills (Corram para as Montanhas), 1982

Esta é uma música que se refere a um episódio concreto mas que nos mostra as perspetivas de duas facções militares opostas. O momento é a ocupação da América do Norte. Este período foi marcado por batalhas violentas entre homens brancos e indígenas. A música mostra-nos cada um destes lados.

 

6 – The Trooper (O Soldado), 1983

Passamos agora para a Guerra da Crimeia, conflito travado entre britânicos e russos, em 1854. A música leva-nos até ao campo da Batalha de Balaclava, aproximando-nos de um combatante da cavalaria inglesa que, ao desafiar o inimigo, acaba por encontrar a sua própria morte.

 

7 – Aces High (Ases no Céu), 1984

A música começa logo com um excerto do emblemático discurso feito por Winston Churchill a 18 de junho de 1940. Estamos então em plena II Guerra Mundial e o primeiro-ministro faz um apelo à população: mantenham-se fortes nas adversidades que estão para vir. A canção descreve de seguida o combate com a Luftwaffe de Adolf Hitler. Guitarras simulam, usando o efeito ‘tremolo’, o som dos ‘mergulhos’ dos aviões.

   

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *