Home / Concertos /

Fleet Foxes em busca da identidade na natureza da Música

Fleet Foxes em busca da identidade na natureza da Música

Mídia Kit Blog Mundo de Músicas
 

Ainda que influenciados pelo country-rock americano e pelo folk-rock britânico, os Fleet Foxes mostraram-se, desde o seu início em 2008, capazes de fazer algo realmente especial com essa mistura de estilos e influências.

Recebida com entusiasmo pela crítica e pelo público, a banda rapidamente chamou a atenção das editoras e lançou “Sun Giant EP” que antecedeu alguns meses antes o autointitulado álbum de estreia.

Nesse registo único, a banda formada por Robin Pecknold (vocalista e guitarrista), Skyler Skjelset (guitarrista), Casey Wescott (teclista), Christian Wargo (baixista) e Morgan Henderson (multi-instrumentista e percussionista) obteve um impacto profundo no cenário musical internacional, com entrada em inúmeras listas de “Best of”, incluindo as de publicações como a Rolling Stone ou a Pitchfork.

Depois o disco “Helplessness Blues”, de 2011, expandiu o som exuberante do grupo de Seattle e foi novamente louvado pelos críticos, com uma nomeação para “Melhor Álbum Folk” nos Grammy.

Uma aclamação acompanhada pela dedicação do público, com a banda a acumular milhões de seguidores um pouco por todo o mundo.

 

CONFIRA BILHETES PARA VER OS FLEET FOXES NO VODAFONE PAREDES DE COURA 2018

FÃ PACK FNAC VODAFONE PAREDES DE COURA 2018

TICKETEA

VIAGOGO

STUBHUB

 

Por tudo isso foi bastante inesperado o rumo do grupo em 2012, quando Robin Pecknold (vocalista, guitarrista e compositor) afastou-se da banda, revelando a sua vontade de desistir da música.

 

Perante a crise de identidade, o músico deixou Seattle, inscreveu-se num curso de carpintaria, seguido de um curso de Humanidades na faculdade. Temeu-se o pior com o silêncio a prolongar-se até 2016, quando foi revelado que após o período de afastamento, o grupo estava de regresso ao estúdio.

Crack-Up”, o tão aguardado terceiro álbum, chegou seis anos após o lançamento de “Helplessness Blues” e foi gravado em vários locais dos Estados Unidos.

É provavelmente o registo mais complexo da banda até agora, com composições e letras densas, embora sem abafar as harmonias cintilantes que já são a marca registada do grupo, que vai regressar a Portugal no Vodafone Paredes de Coura 2018.

 

CONFIRA A DISCOGRAFIA COMPLETA DOS FLEET FOXES

FNAC PORTUGAL

AMAZON REINO UNIDO

AMAZON INTERNACIONAL

LIVRARIA CULTURA

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *