Home / Cursos de Música /

Fender Play: um novo curso online para aprender a tocar guitarra

Fender Play: um novo curso online para aprender a tocar guitarra

 

A Fender Musical Instruments Corp, cujas guitarras elétricas foram usadas por artistas como Jimi Hendrix e muitos outros guitarristas míticos, está a entrar no negócio do software com um aplicativo para aulas de guitarra.

A empresa de Scottsdale, no Arizona, está a preparar o lançamento do Fender Play, um sistema online para aprender a tocar guitarra e que o diretor-executivo Andy Mooney, um veterano da Nike e da Disney, espera reduzir o número de desistências entre aspirantes a guitarristas.

De acordo com Mooney, 45% das guitarras da empresa são vendidas a iniciantes, mas 90% destes abandonam o instrumento no período de um ano e dificilmente voltam a dar-lhe atenção.

“Os 10% que vão além do primeiro ano possuem uma média de sete guitarras”, disse Mooney numa entrevista à imprensa norte-americana. “Quando reunimos os dados e analisamos os fatos, dissemos ‘oh meu Deus, se simplesmente reduzíssemos o índice de desistência mesmo que em 10%, talvez pudéssemos dobrar o tamanho da indústria.”

A indústria de instrumentos musicais cresceu 9% nos últimos cinco anos e vendeu 7,1 mil milhões de dólares em lojas de retalho, mas continua bem abaixo do pico de 7,7 mil milhões de dólares de 2005, de acordo com dados da revista The Music Trades.

Após uma apresentação gratuita, o Fender Play cobra 19,99 dólares por mês e consiste numa série de vídeo-aulas que pressupõem desconhecimento do assunto. Mooney disse que o seu modelo foi o Lynda.com (que pode conhecer melhor neste artigo sobre cursos de vídeo)  plataforma de aprendizagem online adquirida pelo LinkedIn por 1,5 mil milhões de dólares, que desafiou as expectativas de que não conseguiria competir com os vídeos gratuitos da internet.

Fender: uma marca cultural revolucionária

A Fender Musical Instruments Corporation, mais conhecida por Fender, é um dos maiores e mais importantes fabricantes de guitarras, amplificadores e contrabaixos norte-americano, e também o nome da empresa que comercializa o mesmo nome.

A história de décadas da Fender é a de maior notoriedade no período de existência das guitarras de corpo sólido. Algum de seus principais produtos são a Stratocaster, a Telecaster e os contrabaixos Fender Precision Bass e Jazz Bass.

 

No final dos anos 1960, alguns dos músicos mais importantes da época, como o lendário Jimi Hendrix e Pete Townshend (guitarrista dos The Who) tocavam guitarras Fender. Já nos anos 1970, outros ícones como Eric Clapton e Mark Knopfler (entre muitos outros) gravaram com ela. A fusão de jazz, country, rock e blues alcançou novos níveis e encontrou uma base comum no som de Leo Fender.

Muitos colecionadores e melómanos evidenciam sobretudo como estes corpos maciços mudaram a história da música. Admiradas e tocadas no mundo todo, as guitarras Fender contribuíram para a globalização dos valores culturais ocidentais, especialmente nos países comunistas do leste Europeu. O escritor Jim Washburn chegou até a sugerir que as guitarras Fender fizeram mais para enfraquecer a cortina de ferro que os mísseis intercontinentais.

No início da década de 1930, o texano Leo Fender descobriu como aprimorar o som dos instrumentos amplificados: produzir instrumentos de corpo sólido. A ideia simples e inovadora poderia se tornar rentável, caso entrasse em linha de produção.

Antes de trabalhar com guitarras elétricas, Fender trabalhou com rádios e fonógrafos. Em 1944, ele e o músico/inventor Doc Kaufmann patentearam o captador montado em um corpo sólido único.

Esta coisa crua, impossível de se tocar, parecia no máximo um projeto de feira escolar de ciências, mas resultou na quase sociedade chamada K&F (Kaufmann & Fender) Manufacturing. K&F fabricou guitarras elétricas e amplificadores em um barracão nos fundos da loja de rádios de Fender na região central de Fullerton, Califórnia. Kauffmann uma vez disse, “Sim, eu ajudei Leo a começar um negócio de US$234 milhões!”

Confira também as nossas páginas dedicadas a AULAS DE MÚSICA e INSTRUMENTOS MUSICAIS.

   

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *