Home / Archives /

Vocalistas

Vocalistas / 91 posts encontrados

Janis Joplin

Janis Joplin: uma branquela com voz de crioula

Estamos em 1943, na cidade texana de Port Arthur quando nasce Janis Lyn Joplin. Sensível e solitária, de baixa auto-estima, esta rapariga de grande propensão artística marcou a história da música e é hoje relembrada, muitos anos depois da sua morte, pelo estilo ousado que tanto destoava do dos seus colegas. Neste post, recordamos a sua vida e obra.

David Bowie: a obra que transcende o corpo, quando até o corpo é parte da obra

David Bowie é o mestre Camaleão, o "outsider transformista" que flutua sobre as diversas gerações, observando, sugando e interpretando. Com a morte inesperada do cantor inglês, o mundo da "Pop" não ficou mais pobre, tem antes o privilégio de ter tido o Renascentismo "Bowieano".

Caetano Veloso: Cê é um disco rock com sabor a tropicalismo

O 28.º álbum do cantor e compositor brasileiro Caetano Veloso, intitulado Cê, foi lançado após seis anos sem originais a solo. Os fãs já não ouviam nada de novo de Veloso desde Noites do Norte, em 2000. Porém, em 2006, o disco composto por 12 canções originais trouxe uma lufada de ar fresco e novas músicas.

Diana Krall: a voz que aproximou o público do jazz

Estamos a 16 de novembro de 1964, na Colúmbia Britânica, no Canadá. É aí, no seio de uma família musical, que nasce uma pequena bebé que anos mais tarde seria consagrada como uma talentosa artista, talvez a mais brilhante da sua família. Neste post, é de Diana Krall que falamos, recontando a história desta artista de jazz que tem conquistado o mundo com a sua voz talentosa.

Scott Weiland não vás embora, fica mais um pouco

Imediatamente quando soube da morte de Scott Weiland lembrei-me da primeira canção do disco de estreia dos Stone Temple Pilots. O título profético Dead & Bloated (Morto e Envaidecido) assenta na perfeição ao capítulo final do cantor. E sim, tenho realmente saudades de um vocalista que ainda agora partiu. Scott Weiland não vás embora, fica mais um pouco, faz mais um disco…

Thom Yorke: a criatividade e a postura que conquistaram a música

Todos conhecem Thom Yorke, vocalista dos Radiohead, pela sua voz inconfundível e olho paralisado. No entanto, sabia que o artista nasceu com este problema visual e que até aos 5 anos foi operado cinco vezes para a correção do problema? Infelizmente, todas as intervenções cirúrgicas fracassaram. A última chegou mesmo a causar mais complicações e a pôr em risco a visão de Thom Yorke.
Ana Moura

Ana Moura e um disco que foi muito para além da saudade

Para Além da Saudade foi lançado em 2007 e chegou às bancas acompanhado de um DVD com seis temas ao vivo. Ao leme do projeto estava a fadista Ana Moura, então no seu terceiro álbum de estúdio e ainda com um enorme desafio a superar. Nas palavras da própria, foi com Para Além da Saudade que a artista conseguiu ultrapassar, pela primeira vez, as barreiras da fisicalidade e expressar-se tão bem em estúdio como o fazia ao vivo.

PJ Harvey: um sucesso que não se fica por Terras de Sua Majestade

Nasceu no ano de 1969 e é uma das artistas mais influentes da atualidade. Cantora, compositora e multi-instrumentista, Polly Jean Harvey - ou simplesmente PJ Harvey - arrebatou a cena alternativa britânica como poucos. A carreira começou nos anos 90 e foi marcada por uma ascensão muito rápida, tanto no que toca à popularidade como à aceitação pela crítica especializada.

Ney Matogrosso: uma exuberância que desperta consciências

Exuberante como só ele sabe ser, Ney Matogrosso é, já há muito tempo, uma das figuras mais proeminentes da música brasileira. A forma como se apresenta ao vivo e os temas icónicos que todos conhecemos valeram ao artista o reconhecimento da crítica e do público como uma das mais importantes vozes do seu tempo.