Home / Archives /

Vocalistas

Vocalistas / 94 posts encontrados

Jeff Buckley: um artista intenso, dramático e imortal

Entre todos os artistas referidos neste blog, Jeff Buckley é provavelmente o que tem menos canções para sustentar a opinião de que ele é merecedor de um lugar entre as vozes que mudaram a música. Apesar de ter gravado pouco, o que Jeff Buckley deixou para trás é mais do que suficiente para ser considerado um dos melhores vocalistas de todos os tempos.

Bruce Springsteen ainda mantém o estatuto de ser The Boss

Nenhuma lista das maiores vozes da história da música está completa sem Bruce Springsteen. Até à data, The Boss já gravou um total de 18 álbuns de estúdio e recebeu 20 Grammys, 4 American Music Awards, 2 Globos de Ouro e 1 Óscar (com a canção Streets of Philadelphia). Aliás, o nome de Bruce Springsteen não só está gravado no Rock and Roll Hall of Fame, como também no Songwriters Hall of Fame.
duetos

Duetos: o melhor da música a duas vozes

Neste post decidimos elaborar uma lista de duetos marcantes que juntaram figuras que até imaginávamos que pudessem dividir o mesmo microfone. E ainda personalidades que nunca antes pensamos ver juntas mas que, a duas vozes, provaram ser tão boas ou melhores do que a solo. Para quem três já é uma multidão, eis então um punhado de álbuns brilhantes feitos a dois.

David Bowie e os alter-egos do Camaleão

Não é por acaso que David Bowie é conhecido pelo cognome de Camaleão. Mais do que um mero cantor, Bowie provou que a teatralidade na música é um meio poderoso para contar histórias, criar relações, cantar canções e transmitir emoções. A maioria dos seus grandes êxitos possui uma persona específica por detrás da voz, um alter-ego que se reproduz tanto na música como em diferentes personagens.

Quem Canta Seus Males Espanta

Não se sabe ao certo como o título deste post encurtou para se tornar no ditado popular que todos conhecemos, mas acredita-se que tenha sido por causa de Dom Quixote, o personagem de Miguel de Cervantes, que dizia: “quien canta sus males espanta”. Vem isto a propósito do E-Book 25 Vozes Que Mudaram A História da Música que pode aceder gratuitamente aqui no blog.

Al Green: a última grande voz da música soul

A voz de Al Green é frequentemente comparada a uma mistura perfeita entre romance e sexo. Embora considerado por muitos como o último grande artista da geração da música soul, o cantor norte-americano não soa nada parecido com os seus predecessores. Com o seu falseto característico e único, Al Green esteve em alta durante os anos 70, alcançando o top 10 das tabelas mais do que uma vez.

Aretha Franklin: a rainha do soul que nunca perdeu a coroa

Aretha Franklin é nada mais nada menos do que a Rainha da Soul. E o título é, sem dúvida, merecido: afinal, quem não se lembra da voz de músicas como Respect, Freeway of Love e I Say a Little Prayer? Recentemente, a artista surpreendeu o mundo numa atuação ao vivo no programa Late Show de David Letterman, onde cantou Rolling in the Deep, de Adele.

Johnny Cash: a história por detrás do eterno Man in Black

A sua voz era "tão grande que fazia com que o mundo parecesse ficar encolhido". As palavras são de Bob Dylan e descrevem aquele que não só é uma das suas maiores referências musicais, como também um dos artistas mais importantes do século XX. Falamos de Johnny Cash, também conhecido como Man In Black.

James Brown: o Homem mais trabalhador da Indústria Musical

Cantou, compôs, dançou e produziu. James Brown respirou música do princípio ao fim num estilo único e, por isso, merece um lugar não só entre as vozes, como também entres os artistas mais marcantes da História da Música. O Padrinho do Soul teve uma carreira de meio século e influenciou muitos artistas ao longo da sua vida, durante a qual vendeu mais de 100 milhões de álbuns!