Home / Archives /

Música Portuguesa

Música Portuguesa / 62 posts encontrados

António Zambujo vira tudo Do Avesso com disco surpreendente

António Zambujo abraça novas abordagens à sua música no disco Do Avesso e evoca referências até hoje pouco exploradas no seu percurso. Confira a nossa review a um álbum arrojado, surpreendente e arrebatador, que vai conquistar os muitos milhares de fãs do cantor português.

Mão [email protected] 2018: De tapete voador por um frio que ainda está por sentir

Guimarães. Dia 7 de Setembro de 2018. Anfiteatro natural no exterior do Centro Cultural Vila Flor. Primeiro dia da edição 2018 do Festival Manta. Foi o momento de catarse para todas as almas atormentadas que gostam de Mão Morta e ali assistiram a um concerto de fino recorte.

Vodafone Paredes de Coura 2018 (dia 1): O chão que pisas sou eu!

No dia inaugural da edição 26 do festival Vodafone Paredes de Coura, os Linda Martini foram iguais a si próprios e logo aos primeiros acordes armaram a giga entre o público, sempre sedento pelo mosh de Coura. Assim foi mais uma vez e mais uma vez acabou com os próprios músicos a fazerem crowdsurfing.

António Zambujo e Miguel Araújo celebram 28 Noites Ao Vivo nos Coliseus

Em 2016, António Zambujo e Miguel Araújo protagonizaram um fenómeno sem igual na música portuguesa, realizando 28 concertos esgotados nos Coliseus de Lisboa e do Porto. Foram 28 noites muito especiais protagonizadas por 2 músicos apenas acompanhados de voz e guitarra e cujos melhores momentos foram agora compilados no álbum duplo intitulado “28 Noites Ao Vivo nos Coliseus”.

MÃO MORTA – 25 ANOS DE MUTANTES S21: Táxi! Theatro Circo, se faz favor!

Fizemos a viagem mais alucinante e alucinada do rock português, ao colo de um Traby e conduzidos pelos Mão Morta e que terminou no Theatro Circo, em Braga. O fecho de «25 anos de Mutantes S21» na mítica sala bracarense, mais do que a celebração de uma data, foi a prova de que "e se depois o sangue ainda correr" é porque ainda estamos vivos.... e queremos mais.

Deolinda Kinzimba: “A Música é o ar que eu respiro”

Ela é uma das novas estrelas do panorama musical português. Apesar de muito jovem (22 anos), Deolinda Kinzimba afirmou este ano a sua identidade musical madura com o primeiro disco de título homónimo, após brilhar na televisão ao vencer o programa The Voice em 2015. Por isso mesmo, o Mundo de Músicas foi falar com ela, para sabermos em primeira mão quais as suas impressões sobre as experiências que tem acumulado, mas também para conhecermos a sua opinião sobre o primeiro disco, a importância da música e as expectativas para 2018.

Morreu o Zé Pedro. Morrem também os Xutos & Pontapés.

Foi com enorme tristeza e com a alma desfalecida que o Pedro Vasco Oliveira escreveu este texto. Primeiro, e acima de tudo, pela perda humana. Depois, pela perda músico-institucional. Sim, porque os Xutos são, já há muito, uma instituição deste Portugal que se quer, cada vez mais, moderno e progressista. Mas estas enormes perdas não fazem desaparecer o(s) legado(s) do Zé Pedro e dos Xutos. E isso é o mais importante.

POP DELL’ARTE @BINNAR 2017: Avanti pessoal, life is not a crime!

“Life is not a crime”. João Peste repete-o acintosamente no épico «Avanti Marinaio». E é por esta e por (muitas) outras que este amor aos Pop Dell’Arte não é, definitivamente, um gajo estranho em mim. E, por isso, este texto não é uma reportagem, muito menos uma notícia ou sequer uma crónica, mas um artigo de opinião sobre aquela que, este vosso humilde e devoto escriba, considera a melhor banda pop-rock nacional de sempre (ponto).

Clube de Fado: o local perfeito para ouvir o Fado de Alfama

Entre petiscos e o som dos talheres, canta-se o Fado em Alfama. O género que é sinónimo de portugalidade não podia encontrar ambiente mais propício. Num espaço onde os aromas se fundem com as cantigas, põem-se os olhos no passado e recordam-se os clássicos. O futuro chega na voz dos mais jovens, que projetam pela sala as esperanças da nova geração. Tudo no mesmo espaço que não poderia ter outro nome que não fosse o Clube de Fado.