Home / Archives /

Música Brasileira

Música Brasileira / 59 posts encontrados

coral dos canarinhos

O Coral dos Canarinhos de Petrópolis celebrou 74 anos

Em 2016, o Coral dos Canarinhos celebra com orgulho o seu 74.ª aniversário e o balanço de todo o trabalho não podia ser mais positivo. O grupo vocal, que se consagrou como um dos maiores patrimónios de Petrópolis, é o mais antigo e tradicional coro masculino de todo o Brasil. Neste post, relembramos a história deste grupo e conhecemos o testemunho de alguns dos coristas que por lá passaram.
galeria do amor

A Galeria do Amor: um lugar de emoções diferentes

Em tempo de ditadura militar, o cantor Agnaldo Timóteo lança “A Galeria do Amor”, música que retrata o encontro com um ambiente comum na zona sul carioca – uma casa de encontro LGBT. Esta canção representou toda uma geração que buscava “se amar livremente”.
cauby peixoto

Bastidores: o espírito artístico-feminino de Chico Buarque na voz de Cauby Peixoto

A sensibilidade e a capacidade de Chico Buarque escrever músicas no eu-lírico feminino é uma das suas marcas. O poeta leva para as suas canções o espírito do romantismo e do drama vivido por personagens mulheres... Cauby Peixoto compreendeu o sentido de "Bastidores", dando-lhe vida e emoção.
martinho da vila

Martinho da Vila: “o samba é o símbolo do Brasil”

Neste post, Goreti Teixeira recorda uma entrevista que fez a Martinho da Vila durante a sua passagem por Portugal pela altura em que cá veio para promover o seu álbum Definitivo. Uma conversa que se mantém relevante, mesmo passado todos estes anos, e onde o artista partilha opiniões sobre o estado da música, a importância do samba e a relação musical entre o nosso país e o Brasil.
ney matogrosso

Ney Matogrosso: a prova de que as aparências não são tudo

Ney de Souza Pereira abriu a porta a José Manuel Simões, descalço e com o pijama de seda a descarar o peito cabeludo. Sentado com as pernas estendidas lateralmente no sofá cor de rosa, observa, contido. Quem o visse dificilmente identificaria o cantor Ney Matogrosso transfigurado no palco, deixando-se tomar pela emoção.
chico césar

O olhar melancólico e tímido de Chico César

Assim que olhou nos olhos de Chico César, José Manuel Simões percebeu-o envolvido numa imensa teia de tristeza, profunda melancolia, um jeito sem jeito de esconder a timidez, um singular lado doce. Percebeu que ele tinha um lado de bicho-do-mato, o que fez com que José Manuel Simões aceitasse pacificamente o isolamento a que o artista se tinha proposto.

Los Hermanos e o passeio de Anna Julia por terras lusitanas

Los Hermanos, colectivo brasileiro que saiu do anonimato com o tema Anna Julia, estiveram em 2007 em Portugal para promover o seu último trabalho de originais, 4. Mais lento e melancólico do que os anteriores, o álbum chegou às lojas em 2005. Neste artigo, recordo a sua passagem por terras lusas, assim como o disco que inclusive foi de ouro.

Pixinguinha: muitos apelidos, um só músico chorão

O mundo musical comemorou o centenário de Pixinguinha, o maior chorão de todos os tempos, em 1997. Há controvérsias sobre a data de nascimento do mestre mas tudo indica que terá sido no dia 23 de abril de 1897. A data, descoberta por Jacó do Bandolim, surge nos registos dos livros da Igreja de Santana, onde Alfredo da Rocha Vianna Filho (ou Junior) terá nascido.
titãs

“Polícia pára quem precisa de polícia”, os Titãs e a minha culpa

Quando, no final de 1995, José Manuel Simões viu o título “Titãs, a difamação internacional”, na primeira página da revista, ficou revoltado consigo mesmo, achou que não era digno de ter um instrumento nas mãos que lhe permitisse escrever o que lhe passava pela cabeça. Culpou-se, envergonhou-se, desejou “Deus queira que me perdoem”. Traiu a confiança de músicos que admirava. Eis a história contada na primeira pessoa.