Home / Archives /

Indie

Indie / 7 posts encontrados

Leslie Feist: a irreverência feminista sem temores

Pleasure, o novo álbum de Feist chega às lojas em abril de 2017, promete trazer a artista de novo para as luzes da ribalta. Neste post relembramos um pouco mais sobre a história e carreira que colocou a cantora e compositora na posição cimeira onde se encontra hoje.

Reflektor Tapes: documentário e concerto dos Arcade Fire

Ainda que não haja anúncios quanto a um novo álbum, os Arcade Fire lançam em fevereiro de 2017 as The Reflektor Tapes, documentário realizado por Khalil Joseph, e o concerto Live At Earls Court. The Reflektor Tapes é um documentário visualmente estonteante e hipnótico sobre o processo criativo do álbum Reflektor de 2013.

Franz Ferdinand: como aplicar o crowdsourcing à música

Por norma, antes de uma banda de rock atuar perante uma vasta audiência, costuma haver uma outra banda a aquecer o público para o "prato principal". Sendo nomes mais pequenos do que a cabeça de cartaz, estas bandas de abertura nem sempre recebem os aplausos da audiência, servindo muitas vezes de som ambiente.

It’s Blitz! mostra as diferentes versões dos Yeah Yeah Yeahs

Editado em 2009, It’s Blitz! viu o seu lançamento antecipado graças a uma fuga de informação que fez com que o álbum chegasse à Internet, quase dois meses antes da data prevista. Fundindo estilos, o disco, que é o terceiro Yeah Yeah Yeahs, rodopia numa dança - ora frenética, ora lenta - entre o pop rock, o punk, o rock alternativo e o indie rock.

Florence and the Machine: o amor ao som do pop barroco

Só fiquei interessado em Florence and the Machine quando algumas das músicas do segundo álbum, Ceremonials, começaram a fazer sucesso enquanto singles. Embora menos aclamado pelos críticos do que o álbum de estreia, o segundo trabalho da banda inglesa não tardou a encontrar um cantinho no meu iPod, permitindo-me assim ouvir repetidamente cada uma das músicas.

Everything Everything: uma banda que vai dar que falar

No início, os Everything Everything entraram na minha vida por meras razões profissionais, algures em março de 2013. Mas a verdade é que fiquei completamente agarrado quando o concerto da banda começou e dei por mim a regressar a casa com as músicas na cabeça. Neste post faço uma análise ao 2.º álbum da banda britânica e conto a história de como os conheci.

Born To Die: um hino à decadência do sonho americano

Não gostei de Lana Del Rey quando vi pela primeira vez o vídeo Born To Die, mesmo naquela altura em que a artista se preparava para dar o salto para a fama. Mas a minha opinião mudou e acabei quase na 1.º fila do concerto em Portugal. Neste post, dou a minha opinião sobre o álbum Born To Die.