Home / Música /

Caetano Veloso: Cê é um disco rock com sabor a tropicalismo

Caetano Veloso: Cê é um disco rock com sabor a tropicalismo

 

O 28.º álbum do cantor e compositor brasileiro Caetano Veloso, intitulado , foi lançado após seis anos sem originais a solo. Os fãs já não ouviam nada de novo de Veloso desde Noites do Norte, em 2000. Porém, em 2006, o disco composto por 12 canções originais trouxe uma lufada de ar fresco e novas músicas. O álbum foi produzido pelo guitarrista Pedro Sá, com quem Caetano Veloso colabora desde o álbum Noites do Norte (2000), e Moreno Veloso, o seu filho mais velho.

As músicas – executadas por Caetano Veloso, Pedro Sá, Marcelo Callado (teclista) e Ricardo Dias Gomes (baterista) – foram gravadas em estúdio em apenas dois meses. Depois de seis anos sem um disco completo de originais, Caetano Veloso lançou, aos 65 anos, uma obra inspirada no rock, com letras que falam de questões raciais, mas também de emoções e ideias mais íntimas, como o desejo, o sexo, a amizade e a perda.

“Não se trata, porém, de um disco de rock como os que oiço e me interessam: as músicas são minhas, a minha voz continua a mesma, os meus cabelos estão mais brancos do que pretos”, disse o cantor numa entrevista para promover o trabalho discográfico.

Outro, Minhas Lágrimas, Rocks, Deusa Urbana, Wally Salomão, Não me arrependo, Musa Híbrida, Odeio, Homem, Porquê?, Um sonho, O Herói: são os 12 temas originais de Caetano Veloso reunidos no CD.

Em Herói – onde surge uma participação especial de Jonas Sá com coro e arranjo vocal – Caetano Veloso faz uma abordagem explícita de questões raciais, através da trajectória de um activista do movimento negro, que depois de pregar o ódio racial acaba por retratar-se e torna-se num “homem cordial”.

 

 

Caetano Veloso, um agente revolucionário na música brasileira

Caetano Veloso, uma das principais figuras da música popular brasileira, nasceu na Baía, em 1942, e a sua carreira profissional começou sob a influência da irmã, Maria Bethânia, outra figura importante na cena musical do Brasil. Com Gal Costa, Gilberto Gil e Tom Zé lançou o movimento musical e cultural tropicalista para manifestar de várias formas artísticas um certo inconformismo e revolucionar a música popular brasileira.

Devido à contestação do regime militar da época, chegou a ser preso e esteve exilado em Londres, no final dos anos 60, onde continuou a compor e enviar músicas para intérpretes brasileiros como Elis Regina, Erasmo e Roberto Carlos.

Regressado ao Brasil em 1972, continuou a compor a solo e em parceria com outros músicos, contando na sua carreira musical com 46 trabalhos editados (até ao momento), os mais recentes intitulados Zii e Zie (2009), um álbum muito voltado para o samba e Abraçaço (2012), premiado com o Grammy Latino de Melhor Álbum por Compositor.

Quer ver Caetano Veloso ao vivo? Clique no LINK para saber quando o artista regressa aos palcos!


 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *