Home / Lendas da Música /

Aretha Franklin: a rainha do soul que nunca perdeu a coroa

Aretha Franklin: a rainha do soul que nunca perdeu a coroa

 

Aretha Franklin é nada mais nada menos do que a Rainha da Soul. E o título é, sem dúvida, merecido: afinal, quem não se lembra da voz de músicas como Respect, Freeway of Love e I Say a Little Prayer? Recentemente, a artista surpreendeu o mundo numa atuação ao vivo no programa Late Show de David Letterman, onde cantou Rolling in the Deep, de Adele. E este não será seguramente o fim de uma longa carreira daquela que foi a primeira mulher a fazer parte do Rock and Roll Hall of Fame.

Tudo começou na cidade de Memphis, Tennesse (EUA). Em 1942 nascia Aretha Franklin, a quarta de cinco crianças, filha de um padre batista e de uma cantora gospel. Neste meio, a influência da música estava perto e não tardou a despertar algo na jovem artista: nos primeiros anos começou a cantar e, pouco depois, a tocar piano. O talento natural era tão grande que Aretha Franklin chegou mesmo a gravar alguns álbuns com influências maioritariamente gospel nesse período. Pela altura em que gravou o primeiro, em 1956, tinha apenas 14 anos.

Por essa altura, Aretha Franklin já andava também na estrada. Cruzando-se com vários artistas, a jovem cresceu muito rápido: com 15 anos foi mãe pela primeira vez e aos 17 tinha já o seu segundo filho. As pausas para a maternidade não a impediram de voltar a cantar. E seguia com devoção alguns dos seus ídolos, como Sam Cooke e Dinha Washington, a quem, aliás, dedicou um álbum de tributo.

Posteriormente, numa viagem a Nova Iorque com o pai, assinou o seu primeiro contrato com a Columbia Records. Em 1960 editou o seu primeiro single, chamado Today I Sing the Blues. Os anos que se seguiram foram de muito sucesso. Ainda que rodeada por outros grandes artistas com quem colaborava, Aretha Franklin destacava-se com naturalidade, fazendo impor a sua voz tremenda.

Quer assistir a um concerto de Aretha Franklin, a rainha do Soul? Clique no LINK para receber um aviso quando a artista anunciar um novo concerto!

Aretha Franklin: os Grammys, a disco e as divas

Os anos da aclamação geral chegaram em 1967 e 1968. Foi por esta altura que se deu o lançamento do álbum clássico da soul I Never Loved a Man the Way I Love You, onde se inclui Respect, a versão do tema original de Otis Redding que catapultou a artista para o sucesso definitivo. Em 1968, lança dois álbuns de sucesso – Lady Soul e  Aretha Now – que garantem a sua posição no trono. É nestes trabalhos que surgem canções que hoje tanto estimamos, entre elas I Say a Little Prayer e (You Make Me Feel Like) A Natural Woman.

Os anos 70 corresponderam a um período irregular. Se por um lado foi nesta década que Aretha Franklin ganhou vários dos seus Grammys e foi coroada oficialmente como Rainha da Soul, foi também neste período que se deu a febre da música disco, que fez com que a artista perdesse parte da popularidade. Nesta década, atinge especial popularidade com o lançamento do álbum Young, Gifted and Black.

Seguiu-se uma fase conturbada, marcada por um divórcio, a morte do pai e uma série de questões judiciais relacionadas com o pagamento de impostos.

O regresso ao estrelato ocorreu no ano de 1985, data de lançamento daquele que é o seu álbum mais vendido: Who’s Zoomin’ Who?. Nos anos que se seguiram, a artista colaborou com outros músicos, como os Eurythmics e George Michael, voltando a ser distinguida com vários prémios.

Em 2014 regressou aos discos. Aretha Franklin Signs the Great Diva Classics provou que a Rainha da Soul ainda não perdeu o trono. Neste registo, que inclui a canção de Adele que referimos inicialmente, a diva das divas faz versões de clássicos como At Last (de Etta James) ou You Keep Me Hangin’ On (das The Supremes) com a mesma voz grandiosa de sempre, provando que permanece uma força viva da cultura popular.

DISCOS RECOMENDADOS DE ARETHA FRANKLIN:

I Never Loved a Man the Way I Love You

 

aretha-franklin

Lady Soul

aretha-franklin-lady-soul

Aretha Now

aretha-franklin-aretha-now

Young, Gifted and Black

aretha-franklin-young-gifted-black


   

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *