Home / Concertos /

10 músicas dos Arctic Monkeys que não conseguimos parar de ouvir

10 músicas dos Arctic Monkeys que não conseguimos parar de ouvir

 

Até ao momento as músicas dos Arctic Monkeys já foram ouvidas por mais de seis bilhões de pessoas, contabilizando-se 5,5 milhões de streamings ouvidos todos os dias, num caso de sucesso entre as bandas rock que começa a ser cada vez mais raro. Por isso mesmo hoje dedicamos este artigo a 10 músicas dos Arctic Monkeys que não conseguimos parar de ouvir.

O grupo inglês é ainda e desde sempre formado por Alex Turner (vocalista e guitarrista), Jamie Cook (guitarrista), Nick O’Malley (baixista) e Matt Helders (baterista). Fundada em High Green, Sheffield (Inglaterra), em 2002, a banda lançou cinco álbuns até à data, tendo o mais recente, “AM”, sido editado em 2013.

Desde o início que o karma do grupo britânico tem sido positivo. O primeiro longa-duração do grupo “Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not”, editado em 2006, tornou-se o álbum de estreia mais vendido no ranking britânico na data do seu lançamento.

O lançamento dos subsequentes discos de originais, “Favourite Worst Nightmare” (2007), “Humbug” (2009), “Suck It and See” (2011) e “AM” (2013), consolidaram a sua posição como uma das bandas inglesas do novo milénio mais bem-sucedidas de sempre.

CONFIRA A DISCOGRAFIA DOS ARCTIC MONKEYS NAS LOJAS ONLINE:

FNAC PORTUGAL

AMAZON INTERNACIONAL

AMAZON REINO UNIDO

SARAIVA

LIVRARIA CULTURA

 

 

O sucesso do grupo foi reconhecido pela indústria e a banda liderada pelo vocalista Alex Turner foi a única a levar para casa seis Brit Awards, contabilizando três prémios na categoria “Melhor Grupo Britânico” e outros três como “Melhor Álbum Britânico”.

Até à data já arrecadaram sete destes prémios, das nove nomeações conquistadas. Os AM conquistaram um Ivor Novello, um Mercury Prize, 20 prémios NME, cinco prémios Q e três nomeações nos Grammy.

O quinto álbum de estúdio, “AM”, estreou em número um em 10 países e atingiu o TOP 10 de outros 27. Com este registo lançado em 2013, os Arctic Monkeys fizeram história como a primeira banda independente com cinco discos consecutivamente em primeiro lugar nas tabelas britânicas.

Após 5 anos de silêncio discográfico em 2018 a banda regressou aos álbuns com o enigmático Tranquility Base Hotel & Casino. Disco entre o noir e o psicadélico com melodias inspiradas em batidas de hip-hop e r&b dos anos 90, Tranquility Base Hotel & Casino suscitou opiniões divergentes, sendo sem dúvida mais um trabalho ousado e brilhante dos Arctic Monkeys que reflecte uma visão criativa cada vez mais abrangente, de forte componente literária.

Alex Turner explicou em entrevista à Radio X que foram as suas influências culturais que os levaram a decidir gravar um álbum muito pouco parecido com o registo anterior de 2013:

“Penso que tem muito a ver com as influências literárias que ganhei nos últimos anos. Há provavelmente uma lista inteira de razões pelas quais é diferente de ‘AM’, mas essa é certamente uma delas. No passado, aquilo que andava a ler e a ver não se refletia tanto na música que fazemos como agora. Penso que não estava a deixar essas coisas entrar”.

Arctic Monkeys no NOS ALIVE’18

O NOS Alive’18 garantiu bem cedo a confirmação dos Arctic Monkeys na edição deste ano, compondo ainda melhor um cartaz já por si fabuloso. Assim, os gigantes  do indie rock, uma das maiores bandas de todos os tempos, vai tocar a 12 de julho, no mesmo dia que os Nine Inch Nails e os Snow Patrol. Recordamos que a última vez que estiveram em Portugal foi em 2014, precisamente quando passaram pelo festival NOS Alive.

 

 

CONFIRA BILHETES PARA ARCTIC MONKEYS NO NOS ALIVE 2018

FÃ PACK FNAC NOS ALIVE 2018

SEETICKETS

VIAGOGO

STUBHUB

TICKETMASTER UK

Top 10 Músicas dos Arctic Monkeys

This House Is A Circus

505

Don’t Sit Down ‘Cause I’ve Moved Your Chair

Fake Tales Of San Francisco

When the Sun Goes Down

Why’d You Only Call Me When You’re High?

I Bet You Look Good On The Dancefloor

Fluorescent Adolescent

A Certain Romance

Do I Wanna Know?

Crying Lightning

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
   

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *